Notícias do Palmeiras

O sacrifício que Dudu precisará fazer po Abel Ferreira e Palmeiras na final do Paulistão

Por Rafael Pereira

O sacrifício que Dudu precisará fazer po Abel Ferreira e Palmeiras na final do Paulistão

Craque deverá exercer nova função para ajudar o treinador na grande decisão 

Síguenos enSíguenos en Google News

Servindo o Palmeiras a quase uma década, Dudu acumulou títulos importantes em sua passagem pelo Palestra Itália: é tricampeão brasileiro e bicampeão da Libertadores e Copa do Brasil. Depois de uma passagem rápida pelo Al-Duhail, do Catar, em 2021, o atacante voltou no ano passado e virou titular incontestável com Abel Ferreira

Apesar de não possuir o mesmo protagonismo de outros tempos, agora dividindo os holofotes com Raphael Veiga e Rony, Dudu continua exercendo papel importante dentro do elenco alviverde. Na final do Paulistão, contra o Água Santa, ele precisará mostrar sue lado ‘coringa’ e atuar fora de posição para encaixar o esquema do português para conquistar seu terceiro campeonato estadual. 

Sem Bruno Tabata, contundido durante o confronto com o Ituano pela semifinal, Abel Ferreira está entre usar Breno Lopes, Endrick e Giovani. O escolhido deve ser a primeira opção, que atuou na ponta ao substituir o camisa 11 diante do Galo de Itu. No entanto, o talismã alviverde, responsável pelo gol do título continental em 2020, atua pela pela esquerda. Mesmo posição de Dudu

Por isso, o ídolo palmeirense poderá atuar invertido durante a decisão. Algo que não é novidade na temporada. Nos duelos com São Bento e Botafogo de Ribeiro Preto, ele atuou nesta faixa do campo e não comprometeu. Outra possibilidade é deslocar Rony para o lado direito e iniciar a partida com Endrick, que não vive sua melhor fase desde a subida ao profissional no ano passado. 

Zebras galopantes 

A vitória contra o Água Santa servirá para exorcizar o fantasma da zebra que impregnou os clubes da série A neste começo de 2023. Recentemente, o Vasco caiu para o ABC, na Copa do Brasil, enquanto Botafogo, Corinthians, São Paulo e Santos sequer chegaram as semifinais dos seus estaduais. Na semana passada, o Internacional caiu na semifinal do Gaúchão para o Caxias em pelo Beira-Rio. 


Mais notícias