Notícias do Palmeiras

REVELADO, este é o motivo que faz Abel Ferreira não colocar Lázaro para jogar

Por Rafael Pereira

O jogador chegou e teve poucas chances dentro de campo

O jogador chegou e teve poucas chances dentro de campo

Síguenos enSíguenos en Google News

Nos últimos dois jogos, Lázaro tem assistido, do banco de reservas, as partidas do Palmeiras. Assim como no Dérbi, o camisa 17 presenciou sentado, na Arena Barueri, a vitória do Verdão sobre o Mirassol por 3 a 1.

Com mudanças na CBF, o profissional que pode abandonar o Palmeiras pela Seleção

Contra o Corinthians, foi a vez de Rony e Jhon Jhon, este último reserva na meia sob Abel, entrarem nos lugares de Endrick e Flaco López no ataque.

Diante do Mirassol, Rony, Caio Paulista e Breno Lopes jogaram enquanto Lázaro aplaudia. Notavelmente, foi Breno, atuando como ponta-esquerda, posição semelhante à de Lázaro, quem marcou o terceiro gol do Verdão.

Apesar de ter estreado na vitória sobre o São Bernardo, entrando aos 40 do segundo tempo e permanecendo por nove minutos em campo, desde então não tem visto mais ação.

O Palmeiras atualmente possui muitas opções para poucas vagas no ataque, especialmente agora que adotou uma formação com apenas dois homens de frente.

Abel tem buscado rodar o elenco ao máximo. O que está acontecendo com Lázaro também já afetou outros jogadores do setor, que aparecem em um jogo e depois ficam dois sem entrar em campo.

Caio Paulista, titular contra o Santo André, ficou sem jogar por dois jogos até substituir Raphael Veiga contra o Mirassol. Breno também foi titular diante do Santo André e não foi utilizado contra o Corinthians e o São Bernardo. Com Luis Guilherme, foi ainda pior: titular contra o São Bernardo, não foi nem para o banco na rodada seguinte, no Dérbi, além de não ter entrado contra o Mirassol.

Estevão jogou 25 minutos contra o São Bernardo, dando até uma assistência para Flaco, e depois ficou sem entrar em campo contra Corinthians e Mirassol.

A ansiedade em relação a Lázaro é maior devido ao fato de seu desempenho ainda ser uma incógnita com a camisa do Palmeiras.

No esquema de "uma dentro, duas fora" do ataque, além dos titulares Flaco e Endrick, há uma exceção. Rony, titular em quatro jogos, entrou em todos os 11 jogos do Verdão no ano, exceto contra o Red Bull Bragantino.

Naquele dia, Abel descansou todos os jogadores que foram titulares contra o São Paulo na Supercopa Rei, o jogo seguinte da equipe.

Pela lógica, contra a Portuguesa, na quarta-feira (28), será a vez de Lázaro, Estevão e Luis Guilherme ganharem minutos. Não será surpresa se o Palmeiras for com um time quase inteiramente reserva enfrentar a Lusa.

Já classificado para as quartas, onde possivelmente enfrentará o Água Santa, o Verdão tem apenas mais um grande desafio antes do mata-mata no Paulista, e provavelmente poupará jogadores.

Com mudanças na CBF, o profissional que pode abandonar o Palmeiras pela Seleção

Política de Abel e adaptação são motivo para ausência de Lázaro

Entretanto, não há problemas com o jogador. Lázaro não tem recebido oportunidades devido à escolha de Abel Ferreira. Isso faz parte de um plano que, nas últimas cinco rodadas, adota a política de "uma dentro, duas fora".

Segundo fontes do Palmeiras apuradas pela Trivela, Lázaro, na visão da comissão técnica, ainda está se adaptando ao estilo de jogo da equipe. No entanto, sua ausência não se deve exclusivamente a isso.


Mais notícias