Notícias do Palmeiras

Flamengo gasta R$ 45 milhões em Léo Ortiz, os milhões dos reforços do Palmeiras

Por Rafael Pereira

Flamengo gasta R$ 45 milhões em Léo Ortiz, os milhões dos reforços do Palmeiras

O Palmeiras não faz comprar em valores muito altos em 2024

Síguenos enSíguenos en Google News

Após um 2023 com poucos reforços, algo que fez com que Leila Pereira fosse altamente criticada, o Palmeiras está contratando mais. Na primeira janela de 2024, o clube alviverde já anunciou três reforços: Aníbal Moreno, que custou cerca de R$ 35 milhões, Caio Paulista, por volta de R$ 18 milhões, e Bruno Rodrigues, próximo de R$ 24 milhões. Juntos, o Verdão gastou cerca de R$ 77 milhões. Em coletiva, a presidente havia dado a entender que poderia não ter mais contratações:

Enquanto Palmeiras contrata Lázaro, o camisa 10 que foi embora do Verdão

"Temos algumas solicitações, pouquíssimas do nosso treinador, mas não urgentes. Não gosto de falar em quais posições nosso treinador entende que estamos carentes. O elenco é forte, são contratações extremamente pontuais que precisamos agora. Para não criar expectativas, digo que estamos atentos ao mercado.

No primeiro ano fizemos contratações e jogadores não se adaptaram, então preciso ser mais assertiva. Para mim, nosso elenco está pronto. Se vier algum jogador, será extremamente pontual.

Quando se fala em nome de peso, o nome de peso para mim são, primeiro: os atletas que estão conosco, extremamente vitoriosos. Os atletas de peso são os escolhidos pela nossa comissão técnica e diretor de futebol. O que for necessário, o que o Abel necessitar, estaremos atentos ao mercado para contratar e para suprir estas carências."

Acabou de perder para o SPFC e a péssima notícia do Verdão contra o Corinthians

Valores dos novos reforços

O Palmeiras está contratando Lázaro, com valores que ficar entre 1 milhão de euros e 1,5 milhão de euros. Na cotação atual, seria entra R$ 5 milhões e R$ 8 milhões. Além disso, também deve trazer Rômulo, que, segundo o UOL, ficaria por volta de R$ 6 milhões. Dessa forma, aumentando só mais R$ 14 milhões aos R$ 77 milhões gastos antes.


Mais notícias